O Fado e outras músicas

A indústria de gravação de som, desde os princípios do século XX, tratou de registrar o repertório local, uma estratégia que permitiu a implementação comercial das companhias discográficas internacionais em todos os pontos do mundo. Ao longo do século assistimos à cristalização de uma ideia de “géneros musicais” com a sua cultura musical, simbólica e poética especificas.

No final do século da década de 80, o que se conhecia como “catálogos locais”, passam a ser comercializados como world music que, hoje, é um mercado dos mais importantes das indústrias da música. A conferência que apresentamos procura, desde o ponto de vista do Fado, traçar a história do género e a sua relação com as “outras músicas”.

Local

Entrada Livre!

Rodrigo Costa Félix

Rodrigo Costa Félix é fadista profissional há 25 anos e uma das maiores referências da sua geração. Tem três álbuns editados – “Fados de Amor” em 2013, ganhou o prémio Amália Rodrigues para melhor disco de Fado e foi indicado pela revista Songlines para o melhor álbum de World Music – e vai lançar este ano o seu novo álbum “Tempo”.

Para além de concertos e tours em Portugal e no estrangeiro – como por exemplo as duas tournées realizadas nos Estados Unidos em 2013 e 2014 -, realizou vários workshops e conferências sobre fado em universidades, escolas e festivais.

A sua vasta experiência e o seu profundo conhecimento do universo do Fado permitem-lhe avaliar de forma clara e informada o impacto e os efeitos das novas abordagens e influências nesta música popular, de raiz urbana, que faz parte, desde 2011, do Património Imaterial da Humanidade pela UNESCO.